Notícias atualize-se e recomende!

Autoridades elogiam experiência e qualidades pessoais do novo ministro. 11/09/2014

Autoridades dos três poderes da República, presentes à solenidade de posse de Nefi Cordeiro no Superior Tribunal de Justiça (STJ), disseram acreditar que a capacidade intelectual e a experiência profissional do novo ministro são qualidades que irão contribuir para uma prestação jurisdicional mais eficiente.



A posse ocorreu no final da tarde desta quinta-feira (3), no plenário do tribunal, com a presença, entre outras autoridades, do vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski; do presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros; da subprocuradora-geral da República Ela Wiecko de Castilho; do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Coêlho, do advogado-geral da União, Luís Inácio Adams; do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ministro Tadaaqui Hirose, entre outros.



Apesar de não haver previsão de discursos no roteiro da posse, o presidente do STJ, ministro Felix Fischer, celebrou a chegada do magistrado paranaense e traçou um rápido perfil do novo ministro, destacando que sua carreira sempre foi marcada pela capacidade intelectual, competência e dedicação. “Parabéns e bem-vindo a esta casa de justiça. Sentimo-nos engrandecidos com a sua presença”, afirmou.



Nefi Cordeiro é bacharel pela Faculdade de Direito de Curitiba e engenheiro civil formado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Possui mestrado em direito público e doutorado em direito das relações sociais pela Universidade Federal do Paraná. Ele começou a carreira pública em 1989, quando foi aprovado em primeiro lugar no concurso do Ministério Público estadual. É desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) desde 2002.



Otimista



O ministro Lewandowski disse que está feliz e otimista pela posse de Nefi Cordeiro, a quem elogiou por ser um juiz extremamente experiente, eficiente e trabalhador: “Eu tenho certeza que ele engrandecerá o STJ.”



O ministro aposentado Castro Meira, cujo lugar será ocupado por Cordeiro, afirmou ter ficado bastante satisfeito com a escolha de seu substituto.

“Fico realmente satisfeito e alegre em ver que o nosso grupo continua desempenhando da melhor maneira possível as nossas funções para servir o Brasil e servir à Justiça. Serei exemplarmente substituído, sei que é um profissional altamente preparado, que terá muito sucesso aqui”, avaliou.



Brilhantismo



Para o presidente do TRF4, desembargador federal Tadaaqui Hirose, a nomeação de Nefi Cordeiro para o STJ foi, ao mesmo tempo, comemorada e lamentada.

“Nefi Cordeiro é um juiz de grande capacidade de trabalho, inteligentíssimo, preparado. É uma grande aquisição para o STJ e uma grande perda para nós. Estamos perdendo um grande juiz no TRF4”, disse.



A secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, Maria Tereza Uille, representando o governador Beto Richa, falou do orgulho de seu estado em ter mais um paranaense na corte.



“Temos hoje o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Felix Fischer, o ministro Sérgio Kukina e o agora ministro Nefi. São três representantes de grande respeitabilidade, competência, dedicação e amor ao trabalho, que engrandecem a Justiça brasileira”, afirmou ela.

O novo ministro do STJ atuará na Sexta Turma e na Terceira Seção, colegiados especializados em direito penal.



Fotos



O presidente do STJ, Felix Fischer, e o novo ministro Nefi Cordeiro. À direita, o ministro Rogerio Schietti Cruz.



Na mesa da cerimônia: subprocuradora-geral da República Ela Wiecko de Castilho, ministro Ricardo Lewandowski (vice-presidente do STF), ministro Felix Fischer (presidente do STJ), senador Renan Calheiros (presidente do Senado) e Marcus Vinicius Coêlho (presidente da OAB). À esquerda, o ministro Ari Pargendler.



Ministros do STJ e autoridades convidadas aplaudem o magistrado recém-empossado.